Capa da notícia
Momento Senac Saber

Você sabe nomear sentimentos seus sentimentos?

Psicóloga Camila Alves Isaac explica que as emoções são importantes para motivar as ações humanas.

Como é o estado de alegria? Você sabe identificar? E qual é a diferença entre tristeza de angústia e ansiedade? De acordo com a psicóloga do Sesc-Senac, Camila Alves Isaac, as emoções são importantes para motivar as ações humanas, mas para isso é preciso saber nomear os sentimentos. 

“Algumas pessoas podem ter dificuldade de perceber e entender as próprias emoções porque talvez não foram ensinados a observar e falar delas. Mas é possível aprender e começar a percebê-las,” explica a profissional. 

Não entender o que se sente pode levar ao silenciamento das emoções. Esse silêncio pode ser um dos fatores que acarreta, por exemplo, a ansiedade. Uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 2020, com 1.996 pessoas, apontou que 80% dos brasileiros se tornaram mais ansiosos com a pandemia do novo coronavírus. 

“É importante que a gente identifique as nossas emoções, se autodescrevendo, relatando o antes, durante e depois de uma situação, nomeando a emoção envolvida. Isso nos torna consciente dos nossos comportamentos e estado corporal”, afirma a psicóloga.

Contudo, Camila Alves ressalta que as experiências são individuais. O que provoca raiva em uma pessoa, não necessariamente provocará em você. Por isso a importância do autoconhecimento. O estudo feito pela UFRGS revelou que que 65% dos entrevistados têm o sentimento de raiva.

Uma forma simples de buscar conhecimento e entender melhor as próprias emoções é elaborar uma lista com diversos sentimentos e tentar encontrar definições e exemplos para cada item. 

Outro exercício é tentar escrever em um papel o que se passa pela sua cabeça quando você estiver diante de uma situação em que há mudança de humor ou algum conflito. Depois, analisar essa anotação que pode também conter informações de alteração física, como dor de cabeça, e refletir se você consegue enxergar outra maneira de lidar com aquele episódio e se esse outro ângulo faria você se sentir melhor. 

“Nomear sentimentos pode nos preparar melhor para situações futuras e solucionar de maneira mais efetiva os nossos problemas. Mas se você achar necessário ter ajuda profissional neste processo, procure um profissional da área”, orienta Camila Isaac. 

Quer saber mais sobre esse assunto? Acesse o vídeo em nosso canal no Youtube

Ver todas as notícias
Voltar para o topo
Atendimento On-line Segunda a sexta: 8h às 17h