Capa da notícia
Educação

Professores: como eles reinventaram a educação durante a pandemia

Momento Saber homenageia docentes pelo Dia do Professor

O Momento Saber de hoje é uma homenagem aos professores, que têm seu dia comemorado em 15 de outubro. Você vai conhecer a história de três professores que se reinventaram e reinventaram também a forma de ensinar durante a pandemia para continuar levando educação de qualidade aos alunos.

Uma pesquisa do Instituto Tim sobre o impacto da pandemia na saúde mental dos professores mostra que em torno de 70% dos professores ouvidos disseram ter dificuldades em se adaptar às aulas online, sendo que 58% não conseguiram ministrar as aulas em casa sem barulho ou interrupções. Outros 78% apresentaram problemas de insônia ou excesso de sono. Por outro lado, os profissionais relataram que a pandemia trouxe à tona um sentimento de mais eficiência e otimismo em relação à carreira.

Essas mudanças foram sentidas na pele pela professora da Educação Infantil do Sesc Universitário, Suzane Barbosa Madeira. Para ela, no início da pandemia a reação foi de medo e receio do novo. “Além de pensarmos na nossa saúde e na saúde do outro, eu pensava em como ia executar o trabalho. Mas também tinha o desejo pelo novo, do que eu poderia oportunizar para as crianças, como ia usar as tecnologias a nosso favor e estudar diferentes maneiras de aplicar isso com elas”, lembra. 

A também professora da Educação Infantil do Sesc, Nayane da Silva Rabelo, lembra que a pandemia foi um ‘baque’ e hoje olha para tudo que viveu com o sentimento de orgulho. “Dar aula dentro das nossas casas e tornar o ambiente que é doméstico e pessoal em um ambiente profissional foi muito difícil. Hoje lembramos com muito orgulho porque foi um momento em que nós, professoras, repensamos o processo e a melhor didática para trazer a melhor educação para as crianças. Foi muito desafiador”, diz Nayane.

Mesmo em meio às dificuldades muitos professores procuraram novas formas de viver a educação e se reinventaram, como é o caso do instrutor do Senac Goiás que trabalha em docência há 14 anos, Fernando Morais.

“Por causa das aulas online e das oportunidades que foram surgindo eu precisei mudar equipamento, mudar meus computadores, mudar a iluminação, transformar um cômodo da casa num escritório que passou a ser uma sala de aula, pensar em softwares que funcionem como lousa, compartilhar a tela, fazer que os slides sejam interessantes, mudar a linguagem, os exemplos, as dinâmicas. Professor virou um pouco de youtuber”, relata o instrutor. 

Mudança

Fernando defende a ideia de que o professor é um profissional que precisa estar em constante mudança e que a pandemia fomentou essas transformações. “Todo momento é momento de se transformar. Professor não é estático, nós trabalhamos transformando vidas e para transformar você também precisa se transformar”, diz.

Com o avanço da vacinação e o retorno das aulas no formato híbrido (presencial e online), os professores se viram novamente frente a um desafio, mas dessa vez cercados pelo sentimento de alegria. “Para mim foi a melhor coisa que poderia acontecer. Estar com as crianças, ouvi-las e olhar no olho delas faz toda diferença”, comemora a professora Suzane.

Sobre os aprendizados que ficaram deste período tão marcante e que ainda nem terminou, Nayane afirma que a capacidade de se reinventar foi o maior deles. “O maior aprendizado foi ver a capacidade que nós temos enquanto seres humanos e profissionais de nos reinventarmos. Isso foi nítido. Nossa equipe se aproximou e trabalhou junto para realizar um bom trabalho. Hoje não falamos que não conseguimos fazer algo. Nós conseguimos sim, é possível as coisas acontecerem”, afirma.

Nayane destaca ainda que neste ano os professores merecem ainda mais reconhecimento e valorização. “Quero deixar meu recado de gratidão e orgulho de toda uma equipe de professores que vem trabalhando engajada em prol da educação de qualidade que a gente tanto preza. Feliz dos Professores para nós”, deseja.

Confira a entrevista completa no canal no Youtube do Senac Goiás. 

Ver todas as notícias
Voltar para o topo
Atendimento On-line Segunda a sexta: 8h às 17h