Histórico

Criação do Senac e Regulamentação

Diante dos novos tempos, em 10 de janeiro de 1946, Carneiro de Mendonça, Ministro do Trabalho, representando o Presidente da República José Linhares, empossa João Daud’t Oliveira na Presidência da primeira Diretoria da Confederação Nacional do Comércio, em solenidade realizada no Teatro Municipal da cidade do Rio de Janeiro. “Em seu discurso de posse anuncia a criação do Senac, com objetivo de formar mão de obra para o Setor terciário da economia”, através do Decreto Lei nº. 8.621/46 de 10 de janeiro de 1.946. O Senac teve seu Regulamento aprovado pelo Decreto 61.843, de 05 de dezembro de 1967, alterado pelo Decreto nº. 5.728, de 16 de março de 2.006.


Criação do Senac Goiás

Diante do cenário descrito, Goiás enfrentava problemas sociais típicos da falta de uma identidade nacional e de uma política voltada para o seu próprio desenvolvimento. Os comerciários e as autoridades goianas preocupavam-se com a educação profissionalizante, como meio de fortalecimento estatal, tanto que os primeiros cursos ministrados pelo Senac no Estado foram realizados antes mesmo de sua criação no Estado. Os cursos de Prático Correspondente e de Escritório foram as primeiras atividades profissionalizantes lançadas pelo Senac em Goiás, em 10 de junho de 1947. 


Em 18 de setembro de 1947, na sede da Associação Comercial do Estado de Goiás, na Avenida Goiás, nºs 27/29, foi instalada a Delegacia Estadual do Senac em Goiás. O primeiro presidente foi Jaime Câmara sendo designado para o cargo de delegado, o empreendedor Vicente P. Umbelino de Souza.


Com a fundação da Delegacia Regional do Senac, as atividades começaram não só na Capital, mas também no interior.  Com a criação em 23 de março de 1.948 da Federação Goiana, o Senac em Goiás deixa de ser Delegacia subordinada diretamente ao Departamento Nacional e passa à condição de Administração Regional, subordinando-se ao Conselho Regional instalado em 4 de maio de 1948, com a presença do Ministro do Trabalho e do Presidente da CNC, formando-se a “trindade do comércio”.


Histórico

O Senac foi criado em um cenário de industrialização brasileira em que figurava os efeitos do Pós-Guerra. Nesse período de crise do sistema econômico mundial, as forças sociais buscavam a consolidação de grupos produtores nacionais (agricultura, indústria, comércio, transportes etc). Os vários segmentos, em especial o Estado, passaram a se preocupar com a preparação de mão de obra qualificada, visto que o Estado tomou para si o desenvolvimento da estrutura produtiva industrial.  

O Senac foi pensado no período compreendido entre 1937 e 1945, época em que o Estado Novo concentrou seus esforços na normalização da agricultura e na expansão do processo de industrialização. 

 

Contexto social 

 - Com o fim da segunda Guerra Mundial, o Brasil deixa sua condição estritamente agrícola e, como outros países da América Latina, passa a incentivar a industrialização e o desenvolvimento do mercado consumidor, impulsionando a urbanização 

 - Um grupo de empresários ligados a entidades associativas da agricultura, comércio e indústria se reúne em Teresópolis (RJ), para o que ficou conhecido como a 1ª Conferência das Classes Produtoras do Brasil (Conclap) 

- Como fruto do evento, houve a criação da Carta Econômica de Teresópolis (depois conhecida como Carta da Paz Social) que recomendava, entre outras coisas, o combate à pobreza, o desenvolvimento das forças econômicas e a justiça social 

 - A Carta da Paz Social propunha o custeio de serviços sociais aos trabalhadores com recursos das classes patronais e sugeria a intensificação e o aperfeiçoamento do ensino de comércio, economia e administração, além de estimular a criação de escolas pré-profissionais 

- Entre as providências estava a criação do Senac - para formação profissional no comércio - e do Sesc - voltado para o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida do trabalhador e de sua família 

 - A criação do Senac é resultado dos decretos-lei nº 8.621 e 8.622, de 10 de janeiro de 1946, pelos quais o governo federal autorizava a Confederação Nacional do Comércio (CNC) a instalar e a administrar, em todo o país, escolas de aprendizagem comercial para trabalhadores de 14 a 18 anos, com cursos de continuação e de especialização para trabalhadores do comércio, e determinava a aprendizagem dos mesmos, estabelecendo deveres para empregadores e trabalhadores 

 - O Senac Goiás foi criado em 18 de setembro de 1947 


Voltar para o topo
Atendimento On-line Segunda a sexta: 8h às 17h