Capa da notícia
Dica

Home office: tendência que veio para ficar

Cerca de 30% das empresas nacionais cogitam manter o trabalho remoto após a pandemia

A pandemia do novo coronavírus transformou a rotina de muitos profissionais e popularizou o home office. A expectativa é que esse formato continue. Cerca de 30% das empresas nacionais cogitam manter o trabalho remoto após a pandemia, de acordo com um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2020.

Para muitos, o trabalho em casa possibilita a maior proximidade com a família, favorece no consumo de uma alimentação mais saudável, reduz o estresse decorrente do trânsito e garante uma economia financeira. Conduto, algumas pessoas enfrentam dificuldades em manter a produtividade e não dominam todas as ferramentas tecnológicas.

Segundo o chefe da seção de Inovação em Educação do Senac Goiás, Cristiano Soares, o profissional que trabalha de home office precisa desenvolver as principais competências computacionais. “Como instalar softwares (programas), removê-los quando necessário, identificar e corrigir falhas nos sistemas, utilizar as ferramentas e serviços da internet e e-mail, aplicando práticas de segurança da informação, e principalmente configurar o seu ambiente de trabalho, considerando todos os dispositivos tecnológicos que possuir, como smartphones, laptops, fone de ouvido, microfone, computadores e tablets, ao seu favor”, ressalta.

O computador é uma das principais ferramentas de trabalho, seja no ambiente da empresa ou em casa, porém um dos desafios do home office está exatamente no comando deste equipamento e com a internet. Um estudo elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em 2020, mostrou que a familiaridade com as ferramentas de comunicação foi apontada como obstáculo por 34% das empresas que adotaram o formato de trabalho em casa.

“O trabalhador de home office precisa ter conhecimentos técnicos e proatividade para lidar com intercorrências, localizar e selecionar informações necessárias ao desenvolvimento do seu trabalho, dentre outras habilidades, para que essa poderosa ferramenta de trabalho e entretenimento continue atendendo às nossas necessidades”, explica Cristiano Soares.

De acordo ele, a qualificação e o conhecimento das competências computacionais são um dos grandes segredos para o sucesso do home office. O Senac Goiás, está com inscrições abertas para vários cursos na área, como: Excel Completo, Lógica de Programação, Montagem e Assistência Técnica em Computadores, Técnico em Informática e Design Gráfico – Ferramentas Digitais. Clique aqui e veja a lista completa dos cursos.


Dicas extras para seu home office:

  •  Turbine sua internet

Uma boa conexão à internet também é essencial para garantir a sua produtividade em casa.

  •  Utilize ferramentas gratuitas para reuniões

O contato cara a cara nem sempre pode ser dispensado, mesmo quando toda a equipe está em home office. Algumas ferramentas como o Hangouts, que é do Google e pode ser usado gratuitamente, permite reuniões online com vídeo, compartilhamento de tela e chat.  Não tenha medo da tecnologia porque ela será uma grande aliada neste momento.

  • Tenha cuidado com as informações

Não custa lembrar, mesmo que você esteja em home office, assuntos sigilosos da empresa continuam sendo sigilosos e devem ser tratados com muito cuidado sempre.

 

Ver todas as notícias
Voltar para o topo
Atendimento On-line Segunda a sexta: 8h às 17h