Capa da notícia
Produtividade

Senac Saber: como gerenciar pessoas e equipes em época de home office

Postos de trabalho à distância aumentaram no último ano e líderes precisam de novas habilidades para manter suas equipes produtivas

O home office é uma tendência de mercado que foi acelerada com a chegada da pandemia de Covid-19 no Brasil, em 2020. Uma pesquisa recente do site Vagas.com aponta que o número de postos de trabalho em casa aumentou 309% no ano passado. Em 2019 eram 594 vagas e esse número saltou para 2.428 no ano que a pandemia obrigou muitos trabalhadores a exercerem suas funções laborais dentro de casa.

Esse cenário foi desafiador em diversos aspectos. Muitas coisas tiveram que ser readaptadas. Uma delas, a forma de liderar equipes e pessoas e gerenciar produtividade, prazos e resultados. Para entender como os líderes podem melhorar a gestão de tudo isso, o Momento Senac Saber de hoje conversou com a professora do curso de Gestão Comercial da Faculdade Senac, Tércia Duarte. 

“O home office trouxe uma nova realidade para o ambiente corporativo e nós temos que ter mais sensibilidade para essa realidade distinta. São desafios que geralmente não aprendíamos no dia a dia de trabalho e nem na escola convencional”, por isso, destaca Tércia, “o gestor precisa entender que ele nunca estará pronto. Acreditar que existe uma receita de bolo e o que aprendemos ontem vai servir de forma natural para o hoje é uma mera ilusão”.

A especialista elencou algumas habilidades e pontos importantes a serem observados pelos líderes que desejam melhorar sua gestão neste novo cenário. 

Respeito e consciência - Temos que ter desprendimento das nossas verdades absolutas. Para que o líder seja de fato eficazes na gestão de gente ele precisa ter um olhar humanizado e entender que a realidade do outro pode ser totalmente diferente da dele e ele não pode, então, esperar do outro o que ele é.

Gestão do tempo - Em tempos de pandemia, fazer gestão de gente requer organização de tempo e, acima de tudo, entender que a rotina e o contexto da outra pessoa podem ser também diferentes do seu. O líder do agora precisa ter sensibilidade relacional e consciência situacional. Não dá para abrir um grupo de WhatsApp sempre que precisar tratar de um assunto. O tempo de resposta vai variar de acordo com o contexto.

Reuniões com pauta e ata - Se o líder deseja ter credibilidade com sua equipe ele precisa ter reuniões com pauta e ata. Quando fazer uma reunião, é importante registrar o que foi dito para que depois não fique na dúvida se falou ou não alguma coisa. O registro é de suma importância para melhorar e otimizar o tempo. 

Manter uma agenda - É importante ter agenda e lista de prioridades para que as pessoas consigam se organizar previamente, para que elas tenham um ambiente sem ruído, uma conexão de internet estável e para que consigam colocar, com antecedência, as crianças em uma atividade, isolar um pouco os pets e tornar o cenário o mais produtivo o possível.

Comunicação e empatia - O gestor com empatia na comunicação consegue analisar cenários e não fazer julgamentos que comprometam a conduta do colaborador por uma situação isolada. Outro ponto muito importante sobre isso é entender que falamos em contextos distintos. Às vezes uma ironia pode ser mal interpretada e no ambiente corporativo tudo é muito sensível. 

Comemorar resultados - É importante que as pequenas conquistas sejam comemoradas. O ser humano é movido por reconhecimento. A gente precisa ter desprendimento para poder falar para o outro no que ele é bom e reforçar os pontos positivos.

Feedback - Por mais que você tenha consciência de que está fazendo um bom trabalho, é importante receber um feedback, uma devolutiva, dos seus pares, do seu superior imediato e até mesmo das pessoas que você faz a gestão. Isso é algo que faz com que o profissional entenda que está no caminho certo.

Atenção às críticas - Cuidado com as críticas exacerbadas nos grupos. Não deixe que o colaborador fique exposto sempre que tiver um erro. Hoje, no calor da emoção, na comunicação via redes sociais e aplicativos de mensagem, é normal ser imediatista e acabar por corromper relações que são muito sóbrias por conta de um momento de desatenção. 

Buscar conhecimento - Aprenda com os colegas, com os pares, tendo uma visão profissional para o cenário e, claro, busque uma formação profissional dentro de instituições que te deem respaldo teórico. Assim o líder sai do campo do achismo, para de fazer juízo de valor e passa a agir com embasamento.

Gostou das orientações da professora Tércia? Vai conseguir aplicá-las em seu dia a dia? Compartilhe sua opinião com a gente em nossas redes sociais oficiais no Facebook e Instagram

Aproveite para navegar aqui no nosso site e conhecer os cursos que o Senac Goiás tem para você líder e gestor.


Ver todas as notícias
Voltar para o topo
Atendimento On-line Segunda a sexta: 8h às 17h